domingo, 8 de maio de 2016

OUTRAS HISTÓRIAS - Hangar I do Six - Preâmbulo e Primórdios da Aviação



O Six e uma das suas mais belas criações, o Wright Flyer III
A composição da imagem é da minha autoria


Museus do Ar conheço muitos...



Com muitos, muitos aviões.


Mas o que vão ver aqui são aviões com alma.

Aviões que já voaram todas as nossas ilusões, todos os nossos sonhos.

Não são puras máquinas. Mecânica que funciona.


Como estes, no Museu da Boeing:





O que vão ver são os aviões do Six...


Amálgamas de sentimentos nobres, audazes, corajosos, leais.

São principalmente a arte de contar primorosamente a história efabulada de magníficos aviões.

Alguns dos quais muitos de nós tivemos o privilégio de ter pilotado.

E para que a visita guiada seja mais agradável, o Six, que conta admiravelmente a história de cada um dos belíssimos aviões que vão ver, não se poupou e mandou construir enormes Hangares.
São construções extraordinárias onde repousam orgulhosamente as suas criações.

Finalmente libertas das suas obrigações.
Já não precisam de aterrar.
Descolaram um dia e vivem agora permanentemente no Céu…


Muito provavelmente com a ajuda de bolas de âmbar, digo eu...








Tal como José Saramago nos revelou, estes aviões devem ter-se elevado graças ao éter que é afinal composto pelas vontades dos vivos.
Aquelas vontades dos homens que seguram as estrelas.

Sabendo nós que a vontade é uma nuvem fechada que existe dentro das pessoas e que o âmbar atrai o éter, é fácil conseguir vontades se as captarmos graças a frascos de vidro com bolas de âmbar que captam as nuvens das vontades que emanam das pessoas.




Foi com estas vontades captadas pela Blimunda Sete-Luas com a ajuda de Baltazar Sete-Sóis, certamente embalados pelas Sonatas de Domenico Scarlatti, que o Padre Bartolomeu de Gusmão conseguiu elevar-se na sua Passarola e fugir da Santa Inquisição  em Setembro de 1724, tal como está contado no "Memorial do Convento".


Muitas destas gloriosas máquinas que aqui vão ver também já escaparam à gravidade, graças à vontade dos homens.



Seguramente com a ajuda de bolas de âmbar, digo eu...



E como Almas de seres puros que são, mereceram a Eternidade...






Vamos então ver os aviões que o meu Amigo Six ilustrou.


Sigam-me nesta visita guiada.


São vários os Hangares do Six, onde ele guarda as suas magníficas obras.

A partir desta história pode visitar cada um deles, começando já por este:


Hangar I


Os Primórdios da Aviação!

Basta continuar a ler por aqui a baixo.


Mas há outros Hangares a visitar, mais tarde,  obrigatoriamente.


Tais como:


Hangar II

Local onde estão os guerreiros, os autênticos gloriosos malucos das máquinas voadoras do início do Séc XX

Hangar III

Onde repousam os que voaram a meio do Séc XX.


Hangar IV - Não visitável - Peço desculpa, mas este local não é visitável. É onde o Six "restaura" as suas belas máquinas...

Hangar V - Aviões Militares Da Idade Moderna

Hangar V - Aviões Civis Da Idade Moderna

Hangar 6

O Hangar 6 da TAP, que ainda hoje existe



Início da visita


Primeiro dos Hangares, claro...


Hangar I



Aqui vivem agora aqueles que começaram a aventura a sério da Conquista do Ar.




  Hangar 1





É só entrar...

Aqui está o primeiro.

Repousa há muito no mais alto dos céus. Desde 1890...










(Cliquem nas imagens e depois ampliem-nas com outro clique
para verem os pormenores incríveis dos pincéis do Six) 



E agora deixo-vos apreciar estas Obras de Arte sem muitas mais palavras.




Boa visita!






































Gostaram?

Pois ainda há muito, muito mais para ver!

Brevemente, nos próximos Hangares do Six...


A não perder!




Para ver os outros Hangares do Six, siga estas ligações:


Hangar II Os Aviões da I Grande Guerra e não só

Hangar III - Aviões Militares De antes durante e depois da II Grande Guerra (Ainda não publicada)

Hangar III - Aviões Civis De antes durante e depois da II Grande Guerra (Ainda não publicada)


Hangar IV - Não visitável

Hangar V - Aviões Militares Da Idade Moderna (Ainda não publicada) 

Hangar V - Aviões Civis Da Idade Moderna (Ainda não publicada)  

Hangar 6 - O Hangar da TAP, claro! 








(Actualizada em 14 de Maio de 2016)

1 comentário:

  1. Excelente trabalho ... Parabéns aos dois; António Six e Gabriel Cavaleiro ...

    ResponderEliminar